adote-me 

 
início informações complementares sobre adoção


     TEMPO DE VIDA: Saiba que um cão vive em média 14 anos e um gato, em média 20 anos. Veja a tabela de idade estimada correspondente a humana clicando aqui.

     ALIMENTAÇÃO: Os animais precisam ser alimentados com ração, sendo que o gato não deve ser alimentado com ração de cães e vice e versa. Para o gato, deixe uma quantidade à disposição, de acordo com as instruções no pacote. Ele come várias vezes ao dia. Já para o cão, determine horários para as refeições ou, caso não seja possível, deixe uma quantidade disponível.

     ÁGUA: Animais também precisam de água. Deixe uma vasilha limpa para que ele beba quando sentir sede. Troque a água todos os dias e, se possível, mais de uma vez. Para saber como os cães e gatos tomam água clique aqui.

     LOCAL: Nunca o deixe ao relento, com frio ou na chuva. Deixe-o em local seco, arejado, de preferência perto de você. Se isso não for possível, não o deixe no chão duro. Disponibilize uma almofada, uma casinha ou um colchonete.

     Mantenha o local limpo e não coloque a comida perto de onde ele faz xixi.

     Se você mora em casa, tome cuidado para que ele não fuja para a rua. Ele pode ser atropelado, envenenado ou se perder e ir parar na carrocinha. Se tiver um gato morando em casa, seria importante castrá-lo para que ele saia menos (a maioria não volta).

     Se possível, coloque uma plaquinha de identificação com o seu telefone atrás.

     Se você mora em apartamento, coloque redes de proteção. O gato cai sim, e não tem sete vidas.

     Se você sair para passear com o seu cão, mantenha-o sempre na guia. Ele pode se distrair, atravessar a rua e ser atropelado. Não custa nada. E não esqueça de recolher as fezes. Nunca deixe o seu animal acorrentado ou preso numa gaiola. Ele não é criminoso. Isso é cruel. Afinal, você deu um lar ou uma prisão a ele?

     VACINAS: Todo animal deve ser desvermifugado e vacinado quando filhote, e o reforço da vacina deve ser dado anualmente. Os cães devem ser vacinados a partir dos 45 dias e os gatos a partir dos dois meses.

     CASTRE SEU ANIMAL - ESSE É UM ATO DE AMOR: Esterilizando o seu animal, você evitará que ele tenha crias indesejadas. Você não poderá ficar com todos e vai evitar que haja mais animais abandonados. A cada ano, centenas de filhotes indesejados são jogados nas ruas. Não é fácil conseguir um lar para todos os filhotes, e você nunca terá garantias de que serão bem tratados.

     Os animais podem ser castrados a partir dos quatro meses. Quanto mais cedo for feita a esterilização, menores as chances de tumores nas fêmeas e de inflamação da próstata e testículos nos machos. E menores serão as chances dele fugir.

     Nunca dê anticoncepcionais às fêmeas, isto aumenta muito a chance de piometra (infecção no útero) e câncer de mama.

     Para maiores informações sobre castração clique aqui.

     NÃO O CASTIGUE NEM MALTRATE: Punição física não adianta nada, e não corrige comportamentos indesejados. Bater no animal, além de ser um ato de extrema covardia, fará com que ele se torne medroso e inseguro, o que não é bom nem para ele nem para você. Trate seus animais como você gostaria de ser tratado. Este é um princípio básico da humanidade.

     PROVIDENCIE TRATAMENTO VETERINÁRIO SEMPRE QUE FOR PRECISO: Não busque resoluções ou dicas com quem não é veterinário. Se o seu animal apresentar qualquer sintoma de doença: deixar de comer, apresentar sangue nas fezes ou urina, parar de urinar ou defecar, vomitar ou apresentar depressão, queda de pêlo, leve-o imediatamente ao veterinário. Se você não tiver condições, há locais onde você poderá tratá-lo a preços mais baixos, como os hospitais das faculdades de veterinária. Se mesmo assim não conseguir, converse com o veterinário e explique a situação de alguma forma isto poderá ser resolvido.

     SEJA COMPANHEIRO SEMPRE: Aprenda a respeitar o jeito de ser de cada animal. É isso que o faz único. Trate-o sempre com carinho e amor. Procure compreender que tudo o que ele faz é para agradá-lo e fazer-se digno do seu amor. Aceite esse amor incondicional. Ninguém será capaz de amá-lo de forma tão desinteressada e isenta de julgamentos como seu "
amigdepatas".

     SUPERE AS DIFICULDADES - VOCÊ É RESPONSÁVEL: Nem sempre as coisas são como desejamos... Nem sempre nossos animais se comportam da forma esperada. Mas lembre-se de que você é responsável por ele, seja como for, aconteça o que acontecer. E que ninguém abandona um filho porque teve mau comportamento, se envolveu com drogas, meteu-se em encrencas...

     NA VELHICE, NÃO O DESAMPARE: Não é justo que você se desfaça do animal justamente na fase em que ele mais precisará de você. Nossa sociedade é extremamente injusta com os idosos. Não seja você mais um a engrossar as fileiras da indiferença e da falta de gratidão. Seu animal o amou e compreendeu a vida inteira... Cuide dele até o fim.

     JAMAIS O ABANDONE: Finalmente, jamais abandone. Animais abandonados são presa fácil das piores crueldades. Não caia na conversa de que sempre haverá alguma "alma boa" que cuide dele. A realidade não é essa.

 

 
Voltar