curiosidades 

 
início porque eles comem grama?

     Quem já não viu um cachorro ou um gato comendo grama? Existem várias razões e até hipóteses para esse comportamento muito comum nos nossos amigos.

 
Voltar  

     Alguns pesquisadores observaram que animais comem grama quando caçam (principalmente os cães de caça), e a razão para este comportamento, é o fato de na caçada o cachorro come a grama por onde a sua presa passou e, até mesmo urinou (um rato, um coelho, um tatu, uma cotia). Dessa maneira, o cão caçador junta informações através da sensação do cheiro e do gosto do animal a ser procurado e caçado.

 
   
 

     Uma outra observação foi do médico veterinário Dr. Holly Frisby, do Hospital Veterinário Winston - Carolina do Norte - EUA, que relata a hipótese de que: Os parentes caninos selvagens de nossos cães domésticos, como os lobos, as raposas e os cachorros-do-mato, possuem como parte essencial de sua dieta a captura de animais herbívoros, sendo assim, indiretamente, esses animais selvagens acabam ingerindo muitas gramas e plantas que estavam nos intestinos daqueles herbívoros.

 


     Portanto, cães domésticos podem comer grama e matinhos porque, na realidade, é uma parte normal da dieta deles... Segundo Dr. Frisby, comer grama está na natureza deles... Ou, simplesmente, nossos amigos cães domésticos estão procurando a mesma nutrição fresca e crua, que era desfrutada por seus antepassados selvagens, saudáveis e fortes.

     E, a mais aceita na atualidade é que cachorros e gatos comem gramas quando   se   sentem   com  o   estômago

 

"enjoado". A grama age como um irritante do estômago, fazendo com que o animal vomite a comida "indesejada". Ela também adiciona fibra à dieta do animal, melhorando o trato intestinal e, curiosamente, reduzindo o risco de câncer de intestino. Para os gatos as "graminhas" providenciam fibras vegetais, que irão regularizar o trato intestinal e auxiliar na eliminação dos bolos de pêlos acumulados em seus intestinos (fecalomas).

 

     Nossos animais não sabem, mas devemos ter cuidado com a grama que ele comer, devido ao risco de agrotóxicos e venenos, além de poder transmitir vermes e parasitas ao seu "amigdepatas" ou ainda ele pode ingerir plantas tóxicas, prejudicando sua saúde. Justamente por isto, existe a venda em pet shops sementes de gramas para serem plantadas em vasos, ou até vasinhos pré-prontos para a germinação (como ilustramos a seguir), assim você pode oferecer uma graminha saudável sem risco a saúde do seu amigo.

 
 

 

     É importante deixar os nossos amigos comerem graminhas, principalmente os que moram em apartamentos que não tem acesso a elas rotineiramente. A grama, assim como outras plantas, possuem a clorofila que inibe o crescimento bacteriano em feridas, combate as infecções de gengiva, de garganta e de úlceras gástricas e inflamações de intestino. É responsável pela renovação de tecidos, promove uma flora intestinal saudável e ativa enzimas para produzir vitaminas A, E e K.

 

     Erroneamente, algumas pessoas associam o "comer grama" ao fato do animal apresentar verminose. Os tratando com vermífugo para evitar o consumo de gramíneas. Isto não é correto, como vimos anteriormente, não é necessário o animal ter vermes para comer grama. Provavelmente devido ao fato do animal apresentar-se enjoado e fraco devido a

 

verminose, poderá comer grama como "auto-medicação", e devido a isto houve a associação errada de que o "comer grama" está relacionado a verminose.

     Portanto, a natureza é sábia, e os animais a utilizam. Mantenha o equilíbrio do seu "amigdepatas", permitindo o consumo saudável de graminhas. Mas observe-o  constantemente, se seu amigo consumir graminhas em excesso, pode ser um indício de que tem algo errado, todo o excesso é prejudicial, neste caso procure seu médico veterinário de confiança para que possa ser examinado e tratado se necessário.