curiosidades 

 
início língua áspera dos gatos

     A língua dos gatos é longa e flexível. Possui uma superfície áspera que é constituída por centenas de pequenas saliências inclinadas - filamentos finíssimos (como demonstra a figura abaixo), chamados de papilas. Essas papilas, no entanto, não têm função gustativa, ou seja, não perceberem o gosto dos alimentos.

      Estes filamentos que cobrem a língua dos felinos são úteis para inúmeras tarefas, como:

 
Voltar  
   

     - retirar a carne dos ossos de suas presas (principalmente felinos grandes que necessitam caçar, como leões, tigres, etc);

     - lavar, pentear e alisar a pelagem.

     - secar pêlos molhados.

     Além destas papilas, os felinos possuem na base,  ponta  e  lados  da língua do gato existem outras papilas que exercem a função gustativa permitindo  que  o felino perceba

 
   

o gosto dos alimentos.

    Os gatos costumam ser mais exigentes para comer do que os demais animais domésticos, não compartilhando tão bem como o cão a comida dos humanos. E isto acontece porque as papilas gustativas, responsáveis pelo seu paladar, são diferentes.

     O paladar humano não serve como referência para o do gato. Os odores ou sabores desagradáveis para o homem podem ser fortemente apreciados pelos bichanos e vice-versa. Os doces, por exemplo, tão admirados pela maioria dos humanos e cães, mas não agradam aos gatos pelo fato de não terem papilas gustativas que identificam esse sabor doce. Em geral, os bichanos também evitam o sabor amargo.

"Os gatos não identificam o sabor doce

 por não possuírem papilas gustativas

 que identifiquem este sabor."


     Muito mais sensíveis do que os outros animais quanto à qualidade da comida, os gatos costumam sentir, com mais precisão do que os cães, por exemplo, o odor, a textura e o sabor da maioria dos alimentos (com exceção dos doces). Com isso, chegam a ser enjoados, só comendo o que realmente lhes agrada. O paladar dos bichanos é muito mais sensível quando eles são filhotes. Só que, assim como nos humanos, esta sensibilidade diminui progressivamente com a idade.

 

 

     Outra função da língua é atuar no sistema de controle da temperatura corporal (tantos os gatos como os cães, liberam o excesso de calor quando ofegam mantendo a boca aberta, pois isso permite a evaporação da saliva).

     Também é devido a ela que os gatos bebem água,  formam uma depressão na parte frontal da língua (em formato de "J") e usam essa 'concavidade' para conduzir o líquido até o interior da boca. Para mais detalhes de como os cães e gatos tomam água clique aqui.

 

 

     Devido aos filamentos presentes na língua dos gatos (que fazem o papel de pente quando o gato se limpa) muitos pêlos, principalmente em gatos de pelagem longa, são ingeridos pelo felino, o que causa as bolas de pêlos. Estas bolas de pêlo são eliminadas naturalmente por vômitos (como a figura abaixo) ou pelas fezes.  Quando tem um acúmulo muito grande destes pêlos no trato gastrointestinal, muitas vezes o animal apresenta dores abdominais, sendo necessária cirurgia para a retirada das mesmas.

 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

   

     Se seu "amigdepatas" felino possui pêlos longos é interessante dar rações específicas, petiscos e até graminhas que auxiliam na eliminação destas bolas de pêlo.