dicas importantes 

 
início pulgas X seu amigo

     A pulga é um inseto extremamente ágil, que pode pular aproximadamente 30 cm de altura e não possuem asas. Possuem várias espécies,mas as mais importantes para os nossos animaizinhos são a Ctenocephalides canis e a Ctenocephalides felis. Embora o nome já demonstram que animais elas parasitam, isto não é regra, podendo parasitar ambos e inclusive, em último caso, o homem. A espécie mais encontrado tanto em cães como em gatos é a C. felix. 

     Estes insetos são parasitas vivendo do sangue de mamíferos e aves, sangue consumido por este parasita é essencial para a maturação dos ovos. Esses caem no solo de onde vive o hospedeiro, passando pelo período de incubação que pode de 9 a 200 dias, aproximadamente, ele dependerá da espécie da pulga e de fatores ambientais como: umidade, temperatura, entre outros. A larva irá alimentar-se de substâncias orgânicas secas e também, das fezes das pulgas adultas. Em seguida, inicia-se o estágio pupal, onde haverá o desenvolvimento da pupa dentro do casulo que, assim como o estágio anterior, é influenciado por fatores ambientais. Geralmente, o desenvolvimento completo da pupa leva cerca de 1 mês no verão, já no inverno, pode levar meses. Quando se tornam adultas, procuram um hospedeiro para se alimentarem e iniciarem novamente o ciclo.

 
Voltar  

C. canis

      As pulgas podem transmitir doenças; quando elas sugam o sangue, injetam a sua saliva que tem propriedades anticoagulantes, esta substância provoca uma irritação. Os animais mais sensíveis e alérgicos à saliva da pulga podem desenvolver eczemas e outras doenças cutâneas como a dermatite pruriginosa e a DAPP (Dermatite Alérgica a Picada de Pulga). Também pode provocar uma verminose transmitindo o verme chamado de Dypilidium caninum, além de infecções bacterianas opostunistas, auto-mutilação, anemia e estresse.

C. felix

 
     Já imaginou o estresse com estes bichinhos correndo pelo seu corpo?!  

     As pulgas que você vê do seu animalzinho se originaram de ovos produzidos há mais de 3 semanas, ou seja, o problema não é somente as pulgas que você vê, e sim, também,  os ovos, larvas e pupas que estão na sua casa. A fêmea costuma depositar os ovos em vãos e pequenos buracos da casa, como tapetes e carpetes.

     A pulga adulta apresenta cerca de 5% do problema, como mostra o gráfico abaixo. As pupas, larvas e ovos, representam 95% da infestação.

 

 

     Pulgas Adultas (5%): uma fêmea adulta coloca no ambiente cerca de 2000 ovos durante a sua vida. Representa 5% do problema.

     Pupas (10%): um casulo espesso oferece a pupa a proteção ideal contra inseticidas, o que dificulta a eliminação da pulga neste estágio de vida.

     Larvas (35%): possuem a espessura de um fio de cabelo. Elas podem se esconder em tapetes, estofados e cama dos animais.

     Ovos (50%): são depositados no pêlo do cão, caem e se espalham pela casa, quintal, ruas e outros lugares em que seu animal transite ou goste de ficar.

 

 
   

     Para livrar seu "amigdepatas" e a sua casa de uma infestação de pulgas você deve tratar todos os animais, simultaneamente e continuamente, por meio de tratamentos

 

regulares com produtos que extermine a forma adulta e a infestação ambiental existente (lavando a cama do animal, pulverizando produtos específicos na casinha, aspirando tapetes e carpetes, etc.).

     Se você não ver as pulgas no seu animalzinho, não quer dizer que ele não as tenha, observe se não apresenta uns grãozinhos pretos espalhados no pêlo como demonstra a imagem ao lado. Estes grãozinhos são fezes de pulgas, melhor indício que seu animal está contaminado e necessita ser tratado.

 

     Para maiores informações procure o seu veterinário, veja também sobre o controle de carrapatos e as doenças causadas pelos mesmos.