dicas importantes 

início sobre rações

     Encontramos diversas marcas e tipos de rações no mercado, mas, como saber qual usar e como dar?

     As rações são classificadas de acordo com a idade e desenvolvimento do animal, assim como com seu porte:

     - Ração de Filhote: Possui ingredientes específicos para o desenvolvimento do animal, deve ser usado para animais nas faixas etárias descritas na tabela abaixo, conforme o porte dele. Também devem ser usadas em fêmeas gestantes e lactantes e em animais desnutridos, que precisam desenvolver massa corporal.

     - Ração de Adulto: É a ração usada na maior parte da vida do animal, abrangendo sua fase adulta. Nesta classificação encontram-se diversas opções, como rações diferenciadas para cada raça, porte, assim como a indoor (para animais que vivem dentro de casa), etc.

     - Rações Senior: Usadas na "terceira idade", quando seu "amigdepatas" já esta velhinho e precisa de mais cuidados. Esta ração apresenta diferenças nos "grãos", apresentando-se aerados ou com um furo no meio, facilitando a quebra e mastigação do mesmo, devido a problemas dentários decorrentes da idade. Além disto, tem algumas que contém componentes como a condroitina e glucosamina, para as articulações. Menores níveis energéticos, já que nesta idade não são muito ativos, e tendem a acumular gordura, o que não é bom para o animal como vemos no artigo de obesidade.

Voltar
Tamanho Peso De Filhote para Adulto De Adulto para Senior
Pequena Até 10Kg 9~12 meses 7 anos
Média 10~25Kg 12 meses 7 anos
Grande 25~40Kg 12~18 meses 6 anos
Gigante Acima de 40Kg 18~24 meses 5 anos
Gatos ~ 12 meses 10 anos

 

     Abaixo mostraremos como adequar a quantidade de ração a ser administrada diariamente. Esta quantidade vai depender do tipo de ração e do porte do animal. Atrás de cada embalagem de ração  está demonstrada  em  uma tabela,  a  quantidade  diária  a ser

   

oferecida. Cada fabricante utiliza um tipo de tabela, ao lado exemplificamos dois tipos, ambas de filhotes.

     Utilizamos como exemplo um cãozinho da Raça Boxer, de 2 meses de idade e pesando 3Kg. De acordo com as tabelas ao lado destacadas, na primeira, onde está especificado a idade do filhote na linha de cima e o peso na primeira coluna, a dose ideal a ser administrada diariamente deve  ser de 140g de ração. Na tabela a seguir, ao mesmo cãozinho do exemplo acima deverá ser oferecido 300g de ração ao dia, visto que, a raça Boxer na idade adulta pesa aproximadamente 24~28Kg. Nota-se que no primeiro caso a quantidade oferecida diariamente ao animal

     Peso do filhote X idade (Ração Super Premium)
Peso Filhote até 3 meses 3~6 meses 6~12 meses
0,5~1Kg 28~60g 22~50g 17~38g
2~3Kg 80~140g 60~110g 48~85g
4~5Kg ~ 105~165g 80~125g
6~7Kg ~ 145~210g 105~160g
8~10Kg ~ ~ 130~205g

 

 
     Peso  estimado  do  animal  adulto  (em  Kg)  X  idade (Ração de Manutenção)
Peso 2 meses 3 meses 4 meses 6 meses 7 meses 12 meses
1~5 51~110 60~125 55~140 40~145 35~135 *
5~10 110~135 125~180 140~220 145~240 135~230 *
10~20 135~245 180~375 220~425 240~455 230~425 *~355
20~40 245~365 375~520 425~740 455~925 425~835 355~715
+ 40 365~410 520~620 740~855 925~1045 835~1015 715~910
 

foi inferior ao do segundo caso, isto deve-se ao fato de o exemplo utilizado a primeira tabela tratar-se de uma ração Super Premium, e na segunda tabela uma ração de Manutenção, rações estas de qualidades diferentes, o que veremos mais detalhadamente abaixo.

      A quantidade recomendada deverá ser oferecida por dia, portanto se o animal for alimentado 3 vezes ao dia (aconselhável), esta quantidade deve ser dividida por 3, ou seja, 1/3 da porção diária a cada vez. Não aconselha-se deixar a ração à vontade para os cães, devido ao fato de consumirem excessivamente e sem controle, diferentemente dos gatos, estes geralmente ingerem pequenas quantidades durante o dia. Deixe somente a quantidade diária recomendada no recipiente, caso no final do dia, deves reservar uma parte da quantia diária para este horário.

     O ideal é pesar determinada quantidade de ração em um recipiente específico, uma xícara por exemplo, e marcar a quantidade a dar por dia, ou por vez. Enquanto filhote não é aconselhável oferecer petiscos (biscoitos, ossinhos, palitinhos, bifinhos, etc) no dia-a-dia, isto porque até os 4 meses o filhotinho está se adaptando ainda ao alimento (ração), misturando-o com estes petiscos o animal passa a achar que deve comer apenas quando tiver o agrado, não diferenciando a alimentação diária normal das presenteadas. Portanto tais recompensas até esta idade devem ser feitas utilizando a ração (a mesma da alimentação e dentro da quantia diária).

     Quanto a classificação da qualidade da ração, encontramos no mercado as seguintes:

     - Ração de Combate: É a que custa menos nos pet shops. É uma ração que precisa ser fornecida em maior quantidade para saciar a fome e a necessidade nutricional do seu animal. Sua formulação, é composta de insumos de menor qualidade, como subprodutos e farinhas. O animal come mais, e defeca mais. Aumentam as chances de doenças bucais, como o tártaro, o pêlo pode ficar frágil e quebradiço, levando-o a queda, doenças urinárias como a DTIUF em gatos (devido ao excesso de minerais), além se der um alimento que geralmente necessita de suplemento.

     - Ração Standart (Simples - Manutenção): É um alimento que é um pouco melhor que as rações classificadas como de “combate” mas ainda não é a melhor opção para quem busca alta performance nos animais. Esta ração é de manutenção, usada em animais que não estão em desenvolvimento e nem em exigência nutricional (como por exemplo, fêmeas prenhes e em lactação ou casos de enfermidades).

     - Ração Premium: São alimentos completos, também costumam custar mais caro. Pode ser fornecida em menor quantidade como especificado nas embalagens ou balanceada por médicos veterinários. A Matéria prima costuma ser de primeira linha. Animal apresenta menos problemas bucais (prevenção de tártaro), o pêlo fica forte e brilhante (evita a queda), fezes durinhas (aparelho digestivo regulado).

     - Ração Super Premium: São os alimentos mais completos, com características semelhantes as rações Premium, com diferenciais para animais que buscam altas performance, normalmente estas rações apresentam características como diminuição do odor e volume das fezes, combatem tártaros, dentre muitos outras vantagens de acordo com o fabricante. Apresentam altos níveis de proteína, além de nutrientes balanceados, como por exemplo, Condroitina, Glucosamina, Polpa de Beterraba, Extrato de Yucca, Ácidos Graxos (ômega-3 e ômega-6), etc.

     - Rações Terapêuticas: Para animais que estejam acometidos por alguma enfermidade, tais como, Diabetes, Displasias, Anemias, Alergias, Insuficiência Renal, Cardíaca ou Hepática, Problemas Urinários (Urolitíase - Cálculos urinários e renais), Problemas Digestivos, etc. São rações caras, mas costumam apresentar ótimos resultados associados a medicações. Consulte seu veterinário para mais informações.

     - Ração  Light: Os alimentos considerados "light" são aqueles com baixo teor de componentes (sódio, açúcares, gorduras, colesterol) e/ou calorias. Em sua maioria utilizam insumos de ótima qualidade na fabricação. Normalmente indicado a animais obesos, idosos ou em programas de dieta antes de competições. A quantidade desta ração deve ser avaliada pelo médico veterinário, mas geralmente inicia-se conforme tabelado na embalagem conforme o peso atual do animal, após uma semana, recondiciona-se esta quantia ao peso ideal. Uma dica, neste tratamento deve-se particionar mais a porção, se o animal come 1 ou 2 vezes por dia, deve-se dividi-la em 3~4 vezes, isto porque, reduz o acúmulo de gordura devido ao fato de que o metabolismo do animal alimentado poucas vezes sente a necessidade de acumular gordura para queimar-la quando sentir "fome" (necessidade), aumentando o numero de vezes (sem aumentar a quantidade) reduz este acúmulo.

     Sempre que precisar trocar a ração, seja de filhote para adulto, de adulto para senior, ou para algum tratamento específico, deve-se fazer gradualmente, como demonstramos na ilustração abaixo. A troca deve ser lenta, no primeiro dia adiciona-se um pouco da ração nova à aquela que esta acostumado,  no segundo, coloque um pouco mais, até que no terceiro dia esteja meio a meio. Do quarto dia em diante, vai ser oferecido mais da nova ração, e no quinto somente uns grãozinhos da antiga.

     Qualquer dúvida com relação as rações e alimentos para o seu "amigdepatas"  consulte um veterinário.