dicas 

início

roupinhas, necessidade ou bobagem?

    
     Quem já não viu um cachorrinho todo vestidinho, de óculos, laços, sapatos e até jóias? Isto está cada vez mais presente no nosso dia-a-dia, e já nem mais nos é estranho. Mas o que será que o nosso animalzinho acha disto? Será que ele gosta? Está disposto ou se sente ridicularizado?

Voltar
 

     É comum de acontecer em animais de pelagem grande e volumosa, que logo após serem tosados, entram em depressão, tendendo a se esconder. Isto acontece devido ao fato deles se sentirem "poderosos" e bonitos com a pelagem, ao tosá-la, ficam ridicularizados. Na linguagem dos animais a "perda de pêlo" é sinônimo de doença; portanto este animal tosado, provavelmente deve estar doente e consequentemente fraco, o que é excelente para ganha-lo em uma disputa por liderança (cães) ou defesa territorial (gatos), gerando brigas. 

 

     As roupinhas não são diferente da tosa citada acima, alguns animais não se adaptam a elas, rasgando-as. Outros ficam arredios, se escondem ou não se mexem. Neste caso o proprietário não deve insistir. Roupas também descaracteriza o animal, podendo ser motivo de "chacota" entre eles.

     Quanto a necessidade, os animais possuem uma camada de pêlos que o aquece nos dias mais frios. Algumas raças, como o Husky Siberiano,possuem duas camadas de pêlo (subpêlos), além de uma grossa camada de gordura sob a pele.   Para  esses  cães,  o  frio  não  é  problema  e a  roupa é dispensável. No entanto, as raças de pelagem curta e até mesmo raças com pêlos mais longos, mas que não possuem adaptação para o frio, sofrem com temperaturas baixas. Nesse caso, a roupinha é necessária para aquecer o animal.


     Diferentemente da natureza, os cães domésticos não estão acostumados com temperaturas baixas como os selvagens e lobos, estes últimos vivem em tocas para se abrigarem e dormem uns próximos aos outros para se aquecerem no frio, estando naturalmente adaptados às baixas temperaturas.

     O uso de capinhas de chuva é muito útil em animais idosos, com problemas renais e na coluna que não podem pegar chuva ou se molharem em dias frios, assim como para aqueles que tem o hábito de urinarem na rua, mesmo chovendo. Além disso, as capinhas evitam o "cheiro de cachorro molhado".
 

     Existe também os sapatos, muito utilizado em países com temperaturas muito baixas no inverno, para que os cães queimem as patas na neve, e no verão, durante os passeios para evitar queimaduras nas patas. Também podem ser usados para protegê-las da umidade em dias chuvosos, acompanhados da capa de chuva.


     Embora exista roupas úteis para animais mais sensíveis a temperatura, não devemos obriga-los a usar, deixamos que decidam; a roupa pode ser um grande incômodo para nossos amigos, quando o seu uso não passa de uma tentativa do dono de "humanizar" o animal. Existem diversas combinações de roupas e acessórios no mercado, inclusive fantasias (como vemos abaixo), use o bom senso ao "vestir" seu amigo.
 

 

     Sugerimos o uso de roupinhas apenas no que é necessário, como para aquecê-lo no inverno, por exemplo. O que pode ser "bonitinho" e "uma graça" para você, pode ser detestável, ridículo e desconfortável para ele. Não insista se o seu "amigdepatas" não quiser usar a roupinha, mesmo que seja para protegê-lo do frio. Deixe que ele decida o que vestir como você também decide.

 

     Observação, as roupas podem provocar muitos nós nos pêlos de raças de pelagem longa como yorkshire, maltês, lhasa apso,  etc..  Gatos não  necessitam de roupas, pois procuram lugares  quentes  no  inverno, além distopode ser perigoso  o  uso  destas, devido seu com-

portamento explorador, podendo inclusive se prender em locais que passaria normalmente e consequentemente se machucar, tome cuidado também com acessórios, como coleiras.