raças 

 
início

beagle

 
Voltar
 

   
       
   

Resumo das Características

Nacionalidade: Inglaterra
Classificação: Companhia
Porte: Pequeno
Temperamento: Dominante
Treinabilidade: Teimoso
Grau de proteção: Baixo
Espaço necessário: Grande
Altura mínima: 30,5 cm
Altura máxima: 38 cm
Peso mínimo: 5,9 Kg
Peso máximo: 13,6 Kg
Nível de energia: Alto
Duração de exercícios/dia: 35 min
Cor: Tricolor
Tipo de pêlo: Curto
Troca de pêlo: Mínima
Necessidade de tosa: Não
   
       
 

Descrição da Raça

     O beagle foi eleito o cão mais meigo, bonito, inteligente, simpático, alegre, de bom caráter e extremamente sociável, quando filhote então, é irresistível!

     Apresenta características de um excelente caçador (principalmente de coelhos), musculoso, insistente e resistente (inclusive a dor física), de pequeno para médio porte, com um faro apuradíssimo. Além de que praticamente não tem cheiro (uma vez que as orelhas e os dentes sejam mantidos em ordem) e não precisam de banhos freqüentes. Possui uma "voz" única (entitulado cantor) que utiliza para alertar ao caçador e aos outros cães de que ele achou um cheiro que merece ser investigado. Seu pêlo é de fácil manutenção sendo que alguns cães possuem o pêlo mais duro e áspero enquanto que outros chegam a ser verdadeiros bichinhos de pelúcia.

     Com todos estes atributos, o Beagle não é uma raça para qualquer tipo de família. Eles demandam uma enorme quantidade de supervisão e interação. Precisam de muito exercício, são independentes, cheios de energia, precisam de muita companhia e de um dono firme e paciente, que compreenda a natureza deste cão.

     A educação de um Beagle começa no momento em que ele chega ao novo lar. O ideal é dominá-lo logo na primeira semana. A norma básica para o bom ensinamento é a fixação clara da rotina da casa e da área destinada ao cão. É importante que ele tenha seu próprio espaço para as refeições e onde possa encontrar seus brinquedos. O Beagle só deve ter acesso ao resto da casa depois de condicionado e adaptado a seu ambiente.

     Mas não vá pensando que basta tranca-lo na área reservada, provavelmente
irá destruir tudo que ele encontrar pela frente afim de se manter ocupado. Se a área for pequena e sem brinquedos para se divertir, pode esperar pela "cantoria". Uma opção para quem quer muito ter um Beagle, mas que tem que passar o dia todo fora, é comprar um outro Beagle para fazer companhia ao primeiro.

     Este "amigdepatas" parece estar sempre de bem com a vida e feliz, mas também são extremamente cabeça-dura, o que dificulta bastante o treinamento de obediência e também para convencê-lo a fazer xixi e cocô no lugar que você determinou. Por isso mesmo o treinamento do  filhote deveria ser iniciado o mais cedo possível e mantido regularmente até que se torne um hábito no cão adulto.

   Em 1950, o Beagle inspirou o cartunista Charles Schulz a criar Snoopy, um dos personagens mais famosos da história em quadrinhos.

 
 

 

 

 

 

 

 

Cuidados Especiais

 

     O Beagles necessita de alguns cuidados, onde um dos maiores problemas é a tendência à obesidade. Por isso, o controle alimentar deve ser extremamente rígido. Apresenta também reações de sensibilidade variada a picadas de insetos, alimentos e mesmo produtos de higiene (para evitar isto procure um médico veterinário para ajudá-lo a identificar o agente causador evitando nova exposição).

     A hiperplasia da glândula de Harder ou terceira pálpebra é outra condição muito comum nos Beagles e que consiste no aparecimento de uma “carne esponjosa” no canto do olho ("olho de cereja"). Nesses casos, é indicado tratamento cirúrgico.

     Um processo inflamatório muito comum no Beagle é a inflamação das glândulas anais, que requer atenção do proprietário. Ocorre também registros de uma doença chamada necrose asséptica da cabeça do fêmur (falha na irrigação da região, causando necrose), tratamento é a cirurgia corretiva. Além de frequentemente apresentarem infecções e fungos nos ouvidos, cataratas, epilepsia, hipotiroidísmo, e problemas de coluna.

     Com certos cuidados básicos e acompanhamento veterinário, eles permanecem relativamente saudáveis por toda a vida, inclusive mantendo-se brincalhão e cheio de pique até na velhice.

 
 

Fotos da Raça

 
   
   
   
   
   
   
 

* Fonte: LordCão